Boate promove evento com jovens aglomerados e sem máscara em Campinas; PM registrou boletim de ocorrência


Evento ocorreu durante tarde e noite deste sábado (22) e imagens foram postadas em redes sociais. Boate Pink Elephant não se posicionou sobre descumprimento de regras na pandemia da Covid-19. Evento com aglomeração no sábado, 22 de maio, em boate de Campinas
Reprodução/Redes sociais
Uma casa noturna no bairro Cambuí, região nobre de Campinas (SP), realizou um evento com jovens aglomerados e sem máscaras neste sábado (22). O estabelecimento tinha dezenas de pessoas e descumpriu regras de enfrentamento da pandemia da Covid-19. A Polícia Militar foi acionada e registrou boletim de ocorrência.
Procurado pelo G1, o estabelecimento Pink Elephant não se posicionou sobre o descumprimento das medidas de proteção contra o avanço do coronavírus durante a fase de transição do Plano São Paulo. Veja as restrições que estão em vigor no fim da reportagem.
Imagens postadas em redes sociais mostram as pessoas em um mesmo ambiente, que parece não ter cobertura. O local está lotado com jovens próximos uns aos outros e de pé durante apresentação de música eletrônica ao vivo. Um vídeo exibe, ainda, cenas da festa com o dia claro e também à noite.
O G1 entrou em contato com o DJ mencionado na página oficial do evento como uma das atrações. Ele confirmou que trabalhou no local das 14h às 21h neste sábado, disse que chegou e saiu do estabelecimento usando máscara, mas tirou a proteção durante o evento porque estava em um espaço protegido por vidros.
Nas redes sociais da Pink Elephant há registros de outros eventos recentes, também descumprindo medidas de distanciamento social e uso de máscara de proteção. Neste domingo (23), o telefone celular da casa exibe uma mensagem automática: “A Pink irá abrir das 14 as 21 horas seguindo todas as normas restritas do estado de SP. Não esqueça sua máscara”.
Registro de festa em boate de Campinas, descumprindo medidas de proteção contra a Covid-19
Reprodução/Instagram
A cidade registrou, até a última sexta-feira (21) 3.245 mortes provocadas pelo coronavírus e um total de 99.418 moradores infectados desde o início da pandemia.
106 jovens entre 20 e 29 anos morreram de Covid-19 no mês março em SP; número é recorde
A nova face da pandemia: internações de jovens crescem até 500% no Brasil
Prefeitura vai apurar denúncia
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou, em nota, que policiais militares estiveram no endereço da casa noturna por volta das 21h e constataram que os frequentadores saíam do estabelecimento.
“Foi elaborado um boletim de ocorrência pela própria PM (BOPM) e enviado à Prefeitura um Relatório de Averiguação de Incidente Administrativo (RAIA)”, informou a Secretaria.
Já a Prefeitura de Campinas disse que a Guarda Municipal recebeu a denúncia de aglomeração e pessoas sem máscara por volta da meia-noite por meio de vídeo postado em rede social e informou que vai apurar o caso.
“A Guarda Municipal foi acionada perto da meia noite e quando chegou no local, a boate já estava fechada. A Prefeitura de Campinas tem intensificado as fiscalizações, principalmente aos finais de semana, em todas as regiões da cidade para fazer valer as determinações do plano São Paulo e dos decretos municipais”, disse a prefeitura, em nota.
O G1 questionou a prefeitura sobre patrulhamento no bairro Cambuí no intervalo das 14h às 21h, quando ocorreu o evento, e sobre denúncias anteriores a respeito de festas no local, mas não teve retorno até esta publicação.
Fachada da boate Pink Elephant em Campinas com pessoas sem máscara na área externa
Reprodução/Instagram
O que é permitido na fase de transição
A região de Campinas está na fase de transição do enfrentamento da pandemia. Até este domingo (23), estabelecimentos autorizados a funcionar podem abrir com 30% da capacidade. Veja as regras em vigor:
Atividades comerciais: atendimento presencial entre 6h e 21h
Escalonamento da entrada e saída nos empreendimentos comerciais
Atividades religiosas: atividades presenciais individuais e coletivas
Toque de recolher entre 21h01 e 4h59
Atividades administrativas não essenciais continuam em teletrabalho
Restaurantes e similares (exceto bares): consumo local entre 6h e 21h
Atividades culturais (cinemas, teatros, museus, eventos e convenções): atividades presenciais entre 6h e 21h, com público sentado e distanciamento de 1,5m entre as pessoas;
Academias: atividades presenciais entre 6h e 21h;
Salões de beleza e barbearia: atividades presenciais entre 6h e 21h;
Parques e bosques municipais: funcionamento entre 6h e 18h.
De 24 a 31 de maio as regras ficam assim:
Atividades comerciais: atendimento presencial entre 6h e 21h
Atividades religiosas: atividades presenciais individuais e coletivas
Serviços gerais (restaurantes, cultura, salões de beleza, academias): Atendimento presencial entre 6h e 21h
Até 40% da capacidade de ocupação dos estabelecimentos
Toque de recolher de 21h às 5h
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas