Campinas alerta sobre golpe que pede dinheiro para antecipar cirurgias de catarata no SUS


Prefeitura destaca que não faz contato por e-mail nem mensagens via aplicativo com pacientes, e que não cobra por procedimentos médicos. Pelo menos uma vítima foi registrada no Hospital Ouro Verde. Hospital Municipal Ouro Verde, em Campinas
Carlos Bassan
A Prefeitura de Campinas (SP) emitiu alerta, nesta segunda-feira (17), para informar que criminosos estão utilizando o nome do Hospital Ouro Verde para aplicar golpes em pacientes à espera de cirurgias de catarata no SUS: e-mails e mensagens enviadas por aplicativo de mensagens, em nome de um médico do hospital, pedem dinheiro para antecipar o processo. Houve pelo menos o registro de uma vítima e o caso foi apresentado à Polícia Civil.
Em nota, a Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência ressalta que “não envia e-mails nem mensagens via WhatsApp a pacientes, e muito menos, cobra por qualquer procedimento, uma vez que no SUS não há cobranças de taxas”.
De acordo com a prefeitura, o golpe foi descoberto na última semana quando um paciente foi realizar a cirurgia no Hospital Ouro Verde, na data agendada pela unidade, e perguntou “se precisaria pagar mais alguma coisa”. O valor que o paciente teria pago aos golpistas não foi divulgado.
Segundo a Rede Mário Gatti, foram registrados boletins de ocorrência em nome do hospital e também pelo profissional de saúde que tinha o nome envolvido nas mensagens.
O G1 solicitou à Secretaria de Segurança Pública informações sobre o caso, como a quantidade de vítimas e valores movimentados, bem como se a Polícia Civil já tem algum suspeito do crime. Assim que a pasta se manifestar, o texto será atualizado.
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.