Campinas bate novo recorde de internados e registra 97,17% de ocupação em UTIs Covid


Total de pacientes à espera de estruturas de enfermaria ou cuidado intensivo chegou a 213. Das 12 vagas disponíveis na metrópole, 10 estão alocadas na rede privada. Profissionais da saúde atendem pacientes com Covid-19 em leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI)
MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO
Com 97,17% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para Covid-19 ocupadas, Campinas (SP) registrou nesta quinta-feira (25) o maior número de internados desde o início da pandemia: 412. Segundo a prefeitura, outros 213 pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aguardam na fila por vagas de enfermaria e UTI.
AME Campinas reabre como hospital de campanha exclusivo para Covid-19
Pacientes recebem oxigênio sentados em cadeiras no Hospital Metropolitano
Até então, o maior número de internados já registrado na metrópole havia sido divulgado no boletim de segunda-feira (22). À época, 402 pacientes ocupavam leitos de UTI e outros 186 aguardavam a abertura de uma vaga para internação.
O boletim divulgado pela administração mostra que a cidade possui, atualmente, 12 leitos livres na soma das redes pública e particular. O Hospital de Clínicas da Unicamp, mantido pelo estado, possui duas estruturas livres, enquanto a rede privada contabiliza 10.
Os leitos estão divididos da seguinte forma, em números absolutos:
SUS municipal: 157 leitos, dos quais 157 estão ocupados (100%). Não há leito livre.
SUS estadual: 40 leitos, dos quais 38 estão ocupados (95%). Há dois leitos livres.
Particular: 227 leitos, dos quais 217 estão ocupados (95,59%). Há 10 leitos livres.
Comparativo
No comparativo com quarta, quando o boletim anterior foi divulgado, a fila de espera por leitos aumentou na metrópole. Naquele dia, 104 esperavam por leitos de UTI, e 99 aguardavam enfermaria.
UTI: foi de 104 para 122 – 18 a mais (variação de 17,3%)
Enfermaria: de 99 para 91 – oito a menos (variação de 8%)
VÍDEO: autoridades e médicos comentam pior momento da pandemia
Profissionais de Saúde na linha de frente e autoridades avaliam pior momento da pandemia
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.