Campinas completa 6 meses com mortes diárias por Covid-19 e médico lamenta: 'luta sem fim'


Dia 27 de novembro de 2020 foi a última vez que a metrópole não registrou óbito pela doença. De lá pra cá, 1.939 moradores perderam a vida na pandemia. Campinas contabiliza 3.330 mortes por Covid-19 até esta segunda-feira (31)
Osvaldo Furiatto
Com os óbitos notificados nesta segunda-feira (31), Campinas (SP) chegou a marca de 6 meses com mortes diárias por Covid-19. Das 3.330 vidas perdidas pela doença, 1.939 ocorreram entre os dias 28 de novembro de 2020 e 28 de maio de 2021.
Para quem atua na linha de frente, perder tanto e por tantos dias seguidos deixa marcas físicas e psicológicas. “O sentimento é de uma luta sem fim”, diz Mário Franco, médico emergencista do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp.
“Vários profissionais de saúde que estão envolvidos na linha de frente estão 14 meses continuamente nessa luta, sem férias. E o paciente Covid demanda tanto fisicamente como emocionalmente. Há a preocupação de pegar ou passar o vírus para familiares, além de lidar com essa tragédia humana. Hoje mesmo na UTI tenho mãe e filho internados. Vemos pessoas na casa dos 30 anos com ventilação mecânica”, lamenta Franco.
Esse período com mortes diárias teve dias mais trágicos do que outros. Em 31 de março de 2021, por exemplo, Campinas registrou 43 óbitos em 24 horas, uma média de um a cada 33 minutos. O dia mais mortal da pandemia até o momento.
Nesses seis meses, a 2ª onda superou os números do primeiro pico de casos e mortes por Covid-19, e as equipes médicas aguardam, diante da subida de casos e internações, uma possível terceira onda da pandemia.
“Uma coisa que preocupa, é que cada vez está entrando nos picos com o número basal mais alto. Fica mais preocupante, como vai ser a próxima onda. A gente ainda não atingiu o que acredita ser um pico de uma terceira onda, mas já observa, uma saturação de leitos de UTI”, destaca o profissional.
Mortes em Campinas por mês
Março/2020: 5
Abril/2020: 17
Maio/2020: 81
Junho/2020: 291
Julho/2020: 411
Agosto/2020: 289
Setembro/2020: 177
Outubro/2020: 77
Novembro/2020: 49
Dezembro/2020: 117
Janeiro/2021: 192
Fevereiro/2021: 232
Março/2021: 632
Abril/2021: 526
Maio/2021*: 234
*dados notificados até 31/05/2021
‘Dias raros’
Desde a aceleração da primeira onda da pandemia, em maio de 2020, dias sem óbitos tornaram-se raros na metrópole.
Depois de um intervalo com queda nos números da Covid-19, com oito dias sem mortes entre outubro e novembro, a segunda onda começou a tomar forma e a metrópole vive, em 2021, o pior cenário de toda a pandemia.
O último dia sem registro de morte na cidade foi em 27 de novembro de 2020.
Dias sem mortes por Covid-19 em Campinas após a “primeira onda”
05/10/2020
09/10/2020
22/10/2020
03/11/2020
05/11/2020
06/11/2020
08/11/2020
27/11/2020
Vídeos: tudo sobre Campinas e região
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas