Campinas identifica 15,5 mil vacinados com 1 dose contra Covid-19 que moram fora da cidade e reforça exigências sobre endereço


Além do comprovante de residência, informações do Cartão SUS da pessoa que for tomar as doses também serão verificadas. Número de ‘forasteiros’ se refere a público-alvo acima de 70 anos. Infectologista fala sobre idosos de outras cidades receberem doses da vacina em Campinas
A Secretaria de Saúde de Campinas (SP) verificou que há 15.573 “forasteiros” que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na metrópole. São pessoas que moram em outras cidades da região e até fora do estado de São Paulo, e vêm para Campinas para se vacinar.
Diante disso, a prefeitura decidiu reforçar as exigências sobre checagem do endereço residencial e das informações do Cartão SUS, quando houver dúvida sobre a procedência.
“A gente tem um sistema que consegue ver todo mundo que é cadastrado nas unidades básicas de saúde. Então, a gente tem pedido ou o comprovante de endereço no nome da pessoa, ou a carta do banco, ou da aposentadoria, do benefício que recebe do INSS. Algum comprovante que prove que a pessoa resida mesmo aqui”, explica a infectologista Valéria Almeida, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa).
Idosos tomam a vacina contra Covid-19 em Campinas
Reprodução/EPTV
O número de mais de 15 mil pessoas se refere a todos os vacinados com mais de 70 anos de idade – de 70 a mais de 90 -, segundo a prefeitura; e a segunda dose já foi aplicada a 2.106 deles. Veja detalhes abaixo.
Vacinação de forasteiros
Acima de 90 anos: 1.877
Entre 85 e 89 anos: 2.547
Entre 80 e 84 anos: 2.958
Entre 75 e 79 anos: 3.638
Entre 70 e 74 anos: 4.553
Total: 15.573 pessoas vacinadas acima da meta municipal
Segundo a Saúde, o problema ocorre porque moradores que estão agendando familiares idosos de outras cidades e deixando idosos de Campinas sem conseguir receber a imunização. As doses chegam para os municípios de acordo com ao número da população nas faixas etárias contempladas pela campanha de vacinação.
“Quando a gente vai fazer a cobertura por faixa etária da nossa população, a gente percebe que vacinou um quantitativo maior do que a gente esperava”, completa a infectologista.
Campinas reforça checagem após idosos de outras cidades receberem a vacina na metrópole
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas