Campinas pede ao estado vacinas de Covid-19 para iniciar aplicação em motoristas de ônibus


Cronograma do Governo de SP previa início nesta terça-feira, mas doses para a metrópole não foram enviadas. Indaiatuba, Sumaré e Americana também aguardam envio. Campinas, Americana, Indaiatuba e Sumaré aguardam doses para iniciar vacinação em motoristas
Vilsemar Alves
A Prefeitura de Campinas (SP) enviou um ofício nesta terça-feira (18) em que solicita ao governo estadual doses de vacina contra a Covid-19 para iniciar a imunização de motoristas e operadores de ônibus. A aplicação neste grupo estava prevista para começar nesta terça, mas o município não recebeu imunizantes. O mesmo ocorreu em Americana, Sumaré e Indaiatuba (veja abaixo).
A Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela distribuição, informou que cerca de 60 mil trabalhadores já estão em processo de vacinação, mas não explicou porque Campinas deixou de receber as doses nesta terça. “A Secretaria de Estado de Saúde está informando os municípios com relação ao quantitativo de doses a serem utilizadas”.
Segundo a prefeitura, essa etapa da vacinação vai contemplar 2.009 pessoas já que, além dos profissionais do transporte público, a administração decidiu incluir agentes de trânsito, conhecidos como amarelinhos.
Sem previsão
A secretaria estadual não informou quando as doses serão enviadas ao município. “Os profissionais que serão imunizados estão sendo informados ao Governo de SP pelos municípios e pelas empresas de transportes e as doses enviadas de acordo com estas informações”.
Segundo o estado, para ser vacinado, cada profissional precisa entrar no site e, no botão Profissionais de Transporte, inserir o CPF e confirmar o pré-cadastro.
“Neste momento, caso o profissional tenha sido inserido e validado, será gerado um QR Code que será enviado por SMS ou e-mail para a imunização. O profissional deverá comparecer ao posto de vacinação com o QR Code e um documento pessoal, de acordo com o calendário de cada município”.
Outras cidades sem doses
Sumaré, Americana e Indaiatuba também confirmaram que não receberam as doses para iniciar a vacinação dos profissionais do transporte público.
Segundo a Prefeitura de Sumaré, a Secretaria Municipal de Saúde não foi instruída até o momento pelo Departamento Regional de Saúde 7 (DRS-7), com sede em Campinas, sobre a estratégia de vacinação, e nem recebeu as doses necessárias para este grupo específico.
“Por isso, Sumaré segue a campanha de vacinação em consonância com as informações do DRS Campinas – até nova orientação -, ainda não iniciando a aplicação da dose para motoristas e cobradores no município”.
Já em Americana, a Vigilância Epidemiológica afirmou que esta etapa ainda não tem previsão para acontecer no município, “devendo ocorrer inicialmente apenas na capital paulista”.
A Prefeitura de Indaiatuba também informou que a vacinação nesta terça-feira deveria ficar restrita à capital do estado. “O que temos até o momento é que será para os que trabalham no transporte público do município de São Paulo e intermunicipal da região metropolitana, que ao realizarem o cadastro informaram o município de residência e deverão ser vacinados nesses municípios, somente com apresentação do comprovante com QR Code”.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas