Campinas registra 4,8mm de chuva e está há 45 dias sem volume significativo na estiagem, diz Cepagri


Precipitação esperada para esta quarta (12) atingiu parte da metrópole, mas volume foi baixo perto dos 10mm mínimos para melhorar ao menos a qualidade do ar. Última chuva significativa foi em 28 de março, com 17,1mm. Morador de Campinas registra primeira chuva de maio
Jonas Pereira
A cidade de Campinas (SP) registrou 4,8mm de chuva nesta quarta-feira (12), um volume baixo perto dos 10mm mínimos para melhorar ao menos a qualidade do ar. Na análise do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp, a metrópole está há 45 dias sem um volume significativo de chuva para reduzir os efeitos da estiagem.
A última precipitação mais importante foi em 28 de março, com 17,1mm. Depois disso, segundo a meteorologista Ana Ávila explicou nesta quinta (13), a cidade teve 7,9mm no dia 6 de abril e registros ainda menores em outras três datas: 7, 17 e 18 de abril. É um quadro preocupante para um período que tradicionalmente é de estiagem.
“Estamos cada vez mais dependentes de uma retomada de chuva na primavera. O ano de 2020 foi seco, houve muitas queimadas, a nossa região foi na contramão de outras regiões no mundo. Também houve aumento da poluição”, explica Ana.
Segundo a meteorologista, para fins de comparação, uma precipitação de 10mm é importante para a vegetação e para a qualidade do ar. Mas, é insuficiente quando se pensa em recursos hídricos, que necessitam de um volume maior para ampliar o nível de rios e represas. Veja a evolução das chuvas desde o início do outono no gráfico abaixo:
Campinas tem 5º verão seguido com chuva inferior à média, e PCJ diz que situação pode preocupar se outono mantiver tendência
A chuva desta quarta era esperada em regiões diferentes do estado. Além de Campinas, também atingiu algumas cidades do entorno, como Valinhos, Vinhedo e Louveira durante a noite, e também Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Sumaré e Monte Alegre do Sul. A capital paulista teve um dia chuvoso também.
Junto com a precipitação, uma massa de ar frio derrubou as temperaturas na região. Na manhã desta quinta, os termômetros marcaram 14,2ºC por volta das 8h e a máxima esperada não deve passar dos 23ºC em Campinas. Veja a previsão do tempo completa no vídeo abaixo.
Frente fria e chuva se afastam das regiões de Campinas e Central; confira previsão
Chuvas abaixo da média
Desde o início de 2021, Campinas só registrou chuvas acima da média em fevereiro, com 259mm. O mês passado tinha expectativa de 64,7mm, mas a metrópole só teve 12mm. Maio começou também com média acima de 60mm e os primeiros 12 dias só tiveram 5mm (registro arredondado para 4,8mm).
A meteorologista do Cepagri afirma que há a expectativa de um período de maior umidade a partir de 20 de maio, com chuvas até o fim do mês, e ressalta que o baixo volume aumenta o risco de problemas, como desabastecimento de água, umidade relativa do ar baixa e queimadas.
Veja os volumes registrados no ano no gráfico abaixo:
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas