Campinas tem 11 casos de Covid em servidores da rede municipal após 2 semanas de volta às aulas


Secretaria de Educação defende que casos não provocaram impactos nas aulas e que segue protocolos determinados pelo Devisa. Movimento foi tranquilo na Escola Municipal de Ensino Fundamental Vicente Rao, em Campinas, nesta segunda-feira
Reprodução/EPTV
A Prefeitura de Campinas (SP) informou, nesta segunda-feira (10), que registrou 11 casos positivos de Covid-19 em profissionais da área de educação nas duas primeiras semanas de volta às aulas presenciais na rede municipal. De acordo com a pasta, dois desses servidores já voltaram ao trabalho e não houve suspensão ou impacto nas aulas.
Entre os infectados estão quatro trabalhadores que atuam no setor administrativo, dois professores, dois zeladores, dois serventes de limpeza e um diretor. Desses, um servente e um professor já retornaram às atividades.
Segundo a Secretaria de Educação, não é possível detalhar o local de contaminação dos servidores mas, de “relatos dos profissionais indicam que não foram no ambiente escolar”.
“Estavam infectados antes de iniciar as aulas presenciais ou aqueles que tiveram contato com pessoas infectadas foram do ambiente de trabalho”, diz, em nota.
A pasta defende que tem adotado os protocolos sanitários preconizados pelo Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e que acompanha os casos.
As aulas presenciais na rede municipal foram retomadas no dia 26 de abril de 2021, após 13 meses de suspensão por conta da pandemia.
Campinas está na fase de transição do Plano São Paulo, onde é permitida capacidade de até 35% dos alunos nas instituições de ensino, seguindo as medidas sanitárias. A metrópole registra 3.122 mortes por Covid-19 e 95,7 mil casos positivos entre moradores.
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas