Campinas tem 164 voluntários aptos e vacinados para atuar no combate à pandemia; veja áreas e como participar


Ao todo, 344 pessoas se cadastraram, mas nem todas estão elegíveis para ocupar funções na linha de frente do combate à Covid-19. Profissionais já começaram a trabalhar em Centros de Saúde e centros de imunização. Centro de Saúde São Bernardo, em Campinas, abre exclusivamente para atendimento da Covid-19
Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas
Campinas (SP) já pode contar com a ajuda de 164 voluntários da área da saúde para o combate à pandemia da Covid-19. Ao todo, a prefeitura recebeu o cadastros de 344 pessoas interessadas em doar parte do seu tempo para os centros de imunização, o atendimento de pessoas com sintomas respiratórios e também na urgência e emergência da Rede Mário Gatti.
O levantamento, feito pela Secretaria de Saúde a pedido do G1, considera o balanço mais recente, de 12 a 29 de março. Entre os cadastros recebidos até então, os 164 selecionados já se encontraram vacinados – com uma ou as duas doses -, um dos requisitos para o voluntariado.
Pessoas cadastradas: 344
Não imunizados: 163
Imunizados com uma ou duas doses da vacina: 181
Não elegíveis – estudantes, profissionais sem registro ou que não são da área da saúde: 17
Elegíveis para o voluntariado: 164, sendo 99 vacinados com duas doses e 65 com a primeira dose
Voluntariado x contratados
Com leitos hospitalares lotados desde o fim de janeiro, a prefeitura tem enfrentado dificuldade em encontrar profissionais capacitados para uma jornada integral.
O Hospital de Campanha, por exemplo, está em processo de contratação de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e as demais especialidades necessárias para tratamento de pacientes com coronavírus desde o início de março. Ainda não há data para a reabertura.
O trabalho voluntário aparece, segundo a prefeitura, como solução temporária para desafogar escalas de plantão e dar um respiro aos profissionais na linha de frente.
“A atuação como voluntário demanda algumas horas de trabalho. Não há o compromisso diário. A pessoa pode fazer um único plantão de 5 horas”, informou a administração municipal.
Ambulância em frente ao Hospital Metropolitano na cidade de Campinas, que concentra pessoas com Covid-19
DENNY CESARE/ESTADÃO CONTEÚDO
Ex-servidores e aposentados
Coordenadora do Centro de Educação dos Trabalhadores da Saúde (Cets), Alóide Ladeia Guimarães é a responsável pela convocação dos voluntários, de acordo com a demanda em cada linha de atuação. Entre os cadastrados, há ex-trabalhadores da Secretaria de Saúde do município e aposentados.
“Esses profissionais puderam escolher aonde eles gostariam mais, onde se sentiriam melhor atuando. Na medida do possível, a gente está incluindo essas pessoas, dentro do horários que escolheram, nos dias da semana que escolheram. Os tempos estão difíceis, mas quando a gente une forças, o trabalho fica mais leve para todo mundo”, afirma a coordenadora.
Cadastro segue aberto; veja como ser um voluntário
Profissionais da saúde se candidatam: ‘Não vou virar as costas’
Parte dos voluntários já está atuando
Segundo a Secretaria de Saúde, os primeiros voluntários começaram a atuar no dia 20 de março, o primeiro fim de semana com abertura de Centros de Saúde exclusivos para atender pessoas com sintomas gripais e respiratórios. Também iniciaram junto aos centros de imunização.
No caso dos que escolheram o trabalho na urgência e emergência, as áreas ainda estão se organizando para receber os colegas de profissão, informou a prefeitura.
Veja a divisão entre os selecionados:
Centro de imunização: 132 interessados
Atendimento sintomático respiratório: 63 interessados
Urgência e emergência: 44
Centro de vacinação contra a Covid-19 em Campinas (SP)
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Profissionais de saúde voluntários em Campinas por categoria
“A proposta é que eles se incorporem nos locais podendo inclusive flexibilizar um pouco mais a escala dos trabalhadores que estão atuando ali há tempos, com cansaço, às vezes com esgotamento emocional por estarem lidando com tantas dificuldades”, explica Alóide Ladeia.
Como ser um voluntário
A prefeitura disponibilizou um formulário online aos interessados em participar, onde é preciso destacar a área de formação, em qual setor teria interesse em colaborar e qual a disponibilidade. Após o preenchimento, as equipes farão contato para definir como será o trabalho.
Locais onde o voluntário pode atuar:
Centro de Imunização
Unidade de Atendimento a Sintomático Respiratório
Serviço da Rede de Urgência e Emergência
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas