Com três recém-nascidos infectados pela Covid-19, Caism da Unicamp restringe visitações


Além dos bebês, há uma mãe infectada em internação, segundo o hospital. Medida segue pelo menos até esta quarta-feira (12), quando será realizada uma nova revisão da situação. Bebê recém-nascido internado na UTI do Caism em foto de arquivo
Reprodução/EPTV
Com três recém-nascidos infectados pela Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, o Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Unicamp (Caism), em Campinas (SP), restringiu a entrada de visitantes e acompanhantes na unidade. A medida segue pelo menos até esta quarta-feira (12), quando será realizada uma nova revisão da situação.
Além dos bebês, o hospital informou que há, atualmente, uma mãe diagnosticada com a doença em internação. Os resultados positivos foram obtidos durante a testagem de rotina dos pacientes, feita uma vez por semana, e todos os casos confirmados estão isolados e sem receber visitas.
Como forma de tentar conter a disseminação do vírus, estão suspensas todas as visitas ao hospital, bem como a entrada e permanência de acompanhantes, à exceção dos acompanhantes de pacientes em trabalho de parto e de idosas ou menores de idade. Veja detalhes abaixo.
Entenda as restrições
Tanto para acompanhantes de pacientes em trabalho de parto, quanto de idosas ou menores de idade, só será permitida a permanência no mesmo ambiente que o paciente, utilizando somente os recursos disponíveis no local, como banheiro e alimentação. Não será permitida a troca de acompanhantes.
Já as mães de bebês que não testaram positivo para Covid-19 devem estar assintomáticas e ter teste com resultado negativo para visitar os filhos. Além disso, somente mães que precisam amamentar e fazer o contato pele a pele são admitidas, segundo o hospital.
Mães que coletam leite em casa poderão entregar o material diretamente nas docas do Serviço de Nutrição, situado na Avenida Adolfo Lutz, próximo à esquina com a Rua Alexander Fleming. Também está suspensa a entrega de itens pessoais às pacientes internadas.
Caism, o Hospital da Mulher da Unicamp, em Campinas
Reprodução/EPTV
Histórico
As restrições às visitas e entrada de acompanhantes já haviam sido impostas por meio de um ofício divulgado pela unidade em 9 de abril. À época, apenas um dos 15 recém-nascidos na UTI neonatal tinha diagnóstico positivo para Covid-19.
Havia, contudo, outros 12 bebês sob investigação. O documento cita ainda que, na UTI para adultos, três das quatro pacientes que estavam internadas testaram positivo para a doença; na enfermaria, eram quatro mulheres infectadas.
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.