Com UTIs Covid lotadas, Valinhos reduz limite de público para 25% e limita venda de bebidas alcoólicas; veja o que muda


Decreto da prefeitura impõe nova capacidade de público para lojas, restaurantes, igrejas, parques e cinemas a partir desta sexta. Venda de bebidas alcoólicas só pode ser realizada até 20h. Vista da cidade de Valinhos, na região de Campinas
Reprodução/EPTV
Com todas as UTIs Covid-19 lotadas, Valinhos (SP) decidiu reduzir o limite de público de 40% para 25% nos comércios, restaurantes, igrejas, cinemas, entre outros estabelecimentos, além de limitar a venda de bebidas alcoólicas até 20h. A medida para tentar reduzir a circulação do novo coronavírus é válida a partir desta sexta-feira (11), prevê aumento de ações para coibir aglomerações e foi publicada às 17h30 em Diário Oficial. As mudanças são:
Redução do limite de público de 40% para 25% – incluindo shoppings, lojas de rua, restaurantes, cinemas, igrejas/cultos e outras atividades religiosas, bares com licença para funcionar como restaurantes (público sentado), salões de beleza e cabeleireiros, museus/eventos/convenções, parques, teatros, academias, clubes e centros esportivos
Proibição da venda de bebidas alcoólicas após 20h – inclui restaurantes, supermercados e lojas de conveniência;
Aumento da fiscalização da força-tarefa formada pela Guarda, Vigilância Epidemiológica e Departamento de Trânsito, incluindo barreiras sanitárias nas entradas da cidade;
Manutenção da multa de R$ 186,58 pelo descumprimento do uso de máscaras ou do toque de recolher (das 21h às 5h no município), exceto em deslocamento para atividades profissionais;
Manutenção da multa de R$ 4.664,50 aos responsáveis por eventos que provoquem aglomerações e aos comerciantes que venderem bebidas alcoólicas após 20h.
Continuidade do teletrabalho para serviços administrativos não essenciais.
Os horários de funcionamento permanecem inalterados, segundo a prefeitura. Desde o início da semana a cidade registra 57 pacientes internados em leitos de terapia intensiva: 35 na Santa Casa, e 22 no Hospital Galileo. Além disso, todos os leitos de enfermaria via SUS estão ocupados.
A cidade já contabiliza 9.635 infectados pelo novo coronavírus, incluindo 309 vidas perdidas. “A prefeita Capitã Lucimara anunciou novas medidas restritivas, além das definidas na Fase de Transição do Plano São Paulo, sobretudo para combater festas clandestinas e aglomerações”, diz nota da assessoria ao mencionar que as orientações são da Saúde e Comitê de Enfrentamento à Covid.
Análise e apelo regional
A prefeitura informou que as ações serão reavaliadas na terça-feira (15) e, caso seja necessário, fará alterações. Além disso, destacou que levará uma proposta para solicitação de medidas regionais durante a próxima reunião com outros prefeitos da Região Metropolitana de Campinas (RMC).
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.