Covid-19: Campinas aborda 263 veículos na 1ª manhã de barreiras sanitárias


Apenas carros com placas da capital do estado e de outras cidades da Grande São Paulo foram abordados, segundo a prefeitura. Ação teve início às 8h e terminou por volta de 12h30. Barreiras foram instaladas nas principais entradas da metrópole
Fernanda Sunega/Prefeitura de Campinas
Agentes de segurança de Campinas (SP) abordaram, em operação realizada na manhã desta sexta-feira (26), 263 veículos em barreiras sanitárias instaladas nas principais entradas da cidade para conter a disseminação da Covid-19. Este é o primeiro dia da medida, que foi adotada em conjunto pelas 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) para evitar a vinda de turistas após a capital paulista antecipar feriados.
Segundo a prefeitura, apenas veículos com placas da capital do estado e de outras cidades da Grande São Paulo foram abordados. A ação teve início às 8h e terminou por volta de 12h30, contando com o apoio da Guarda Municipal, da Polícia Civil e da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec).
Pontos fiscalizados:
Avenida Prestes Maia
Avenida Engenheiro Antônio Francisco de Paula Souza
Avenida Lix da Cunha
Avenida Júlio Prestes (Heitor Penteado)
Pela manhã, as principais alegações dos motoristas abordados foram de que estavam em deslocamento para o trabalho, informou a prefeitura. Três pessoas disseram estar a caminho de consultas médicas no município.
Novas barreiras
Os pontos de bloqueio são itinerantes e continuam sendo realizados durante o dia, em locais e horários não divulgados previamente a fim de garantir a efetividade da ação. “Não é uma medida de lockdown, mas de restrição com finalidade de desestimular que as pessoas saiam de casa”, ressaltou a administração, em nota.
A prefeitura frisa que, nesse primeiro momento, não haverá penalidades. Além disso, profissionais de serviços considerados essenciais, como da saúde, serão liberados com apresentação da identificação funcional.
VÍDEOS: tudo sobre a região de Campinas
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.