Covid-19: Campinas estima vacinar 5 mil na área de segurança e prepara cálculo sobre educação


Imunizações dos grupos foi anunciada pelo estado nesta quarta-feira (24) e começam em abril. Público-alvo inclui guardas, policiais, bombeiros, agentes penitenciários, professores e inspetores. Governo de SP anuncia vacinação contra Covid de professores e profissionais da segurança
Campinas (SP) estima vacinar 5 mil profissionais da área de segurança contra Covid-19 a partir de abril, segundo estimativa divulgada pela prefeitura na tarde desta quarta-feira (24). Por outro lado, a administração ainda vai verificar quantos funcionários do setor de educação das escolas municipais, estaduais e profissionais serão contemplados, após o estado estabelecer idade mínima de 47 anos.
Veja quem pode se vacinar hoje em Campinas
Acompanhe a evolução da campanha na região
Segurança
De acordo com governo João Doria (PSDB), para este público-alvo a campanha começa em 5 de abril.
“Foi um avanço imenso a vacinação das forças de segurança, porque a Guarda Municipal, Polícia Militar, estão fazendo um trabalho importantíssimo”, falou o prefeito, Dário Saadi (Republicanos), ao destacar o trabalho das corporações durante uma transmissão sobre a pandemia na cidade, sobretudo nas ações para fiscalizar e coibir o descumprimento de regras durante a quarentena,
A ação do estado contempla, neste grupo, bombeiros, integrantes das polícias civil e científica, agentes de segurança e agentes de escolta penitenciária. O governo do estado alegou que, “por questão estratégica e de proteção dos profissionais”, não divulgará os dados por região administrativa. Considerando-se todos os municípios paulistas, devem ser imunizadas 180 mil pessoas.
Casos aumentam na polícia de Campinas
O diretor do Departamento de Polícia Judiciária na região de Campinas (Deinter-2), José Henrique Ventura, diz que 28 policias atuantes na metrópole já precisaram ser afastados do trabalho neste ano, após serem infectados pelo novo coronavírus. O número já supera em 21% os 23 casos contabilizados entre março e dezembro de 2020. “Dupla preocupação, se infectar e levar para a família”, ressalta.
Campinas diz que 5 mil profissionais da segurança serão vacinados
Adriano Rosa / PMC
Educação
Campinas ainda fará um levantamento sobre quantos profissionais da área de educação devem começar a ser vacinados a partir de 12 de abril. Segundo o estado, serão imunizados professores, inspetores, diretores e demais trabalhadores que atuam nas escolas municipais, estaduais e particulares que tenham mais de 47 anos. O grupo representa 40% do grupo da educação básica.
A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben, estima um total de 10 mil profissionais do setor na metrópole, mas sem considerar o critério etário imposto pelo governo do estado – que alega ter verificado incidência mais elevada de casos moderados e graves da Covid-19. Em todos os municípios paulistas devem ser vacinadas quase 350 mil pessoas.
O governo estabeleceu que trabalhadores da rede privada precisam apresentar comprovante de vínculo empregatício, e salientou que o pré-cadastro no site Vacina Já será aberto nos próximos dias.
A Secretaria Estadual da Educação informou ainda, por meio de assessoria, que vai verificar quantos profissionais da região de Campinas serão contemplados neste grupo. Desde o início da pandemia a vacinação de funcionários da área é reivindicada pelos trabalhadores, escolas e sindicatos.
No fim de 2020, o governo incluiu a educação como serviço essencial e permitiu que as escolas operassem em fases mais restritivas do Plano SP. Contudo, em virtude da piora da crise sanitária, as aulas presenciais foram suspensas no estado, que está em fase emergencial desde 15 de março.
VÍDEOS: últimas notícias sobre a região de Campinas
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.