Covid-19: Confusão em fiscalização no comércio tem bate-boca, uso de arma de choque e dois detidos em Hortolândia


Confusão ocorreu durante manifestação pela reabertura do comércio na Av. Brasil, no Jardim Amanda, nesta quarta (24). Protesto de comerciantes contra medidas restritivas gera confusão em Hortolândia
Uma confusão durante manifestação pela reabertura do comércio em Hortolândia (SP) terminou com duas pessoas detidas na tarde desta quarta-feira (24) – uma delas, inclusive, foi imobilizada com o auxílio de uma arma de choque. Vídeos mostram o bate-boca entre o grupo e agentes da Guarda Municipal.
A confusão ocorreu durante fiscalização de agentes da Vigilância Sanitária na Avenida Brasil, no Jardim Amanda, e contava com apoio da Guarda. A ação visava identificar estabelecimentos que estão descumprindo as regras da fase emergencial do Plano SP.
Secretário de Segurança de Hortolândia, Joldemar Nunes Correa defendeu o uso da arma de choque, disse que houve desacato e que a pressão, inclusive por pessoas “que não seriam comerciantes”, ocorre há alguns dias. “São pessoas que se intitulam como comerciantes e estão incitando comerciantes a descumprir regras”, disse.
Entre os detidos está a advogada Rosimeire Ramos, que atua pelo movimento que pede a reabertura do comércio. Segundo a profissional, ela acabou detida após questionar a apreensão de uma moto e a detenção de um jovem.
“Sou advogada e a gente busca o direito que está na Constituição, que é o direito de trabalhar e de se manifestar. A gente entende a doença, mas buscamos uma forma que não prejudique o pequeno empresário”, disse.
A advogada e o rapaz foram liberados após serem ouvidos. A Polícia Civil registrou um boletim de ocorrência não criminal.
Confusão em Hortolândia (SP) terminou com duas pessoas detidas nesta quarta (24)
Reprodução/EPTV
Barreira sanitária
As 20 cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) vão fazer, a partir de sexta-feira (26) e de forma conjunta, barreiras sanitárias para tentar coibir a presença de paulistanos durante a antecipação dos feriados na capital do estado. Hortolândia (SP) integra o bloco.
A medida foi aprovada nesta quarta (24), durante uma reunião virtual dos prefeitos, e busca reduzir a transmissão do novo coronavírus.
Cidades da RMC farão barreiras sanitárias para evitar turistas da capital durante feriado antecipado
Os municípios da região já haviam descartado a antecipação de feriados. As barreiras não podem impedir a circulação de pessoas, mas servirão para orientar os motoristas.
Os pontos de bloqueio serão definidos pelos secretários de seguranças municipais, que farão uma reunião. A Agência da Região Metropolitana de Campinas (Agemcamp) informou que elas ficarão em entradas e saídas dos municípios e contarão com guardas municipais, além da Polícia Militar (PM).
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas