Doria diz confiar em 'fase de normalidade' sobre importação do IFA da China para produção da CoronaVac


Governador de SP destacou atual diplomacia do Brasil com governo chinês ‘sem agressões’ e com estímulo às autorizações necessárias para a liberação da importação de insumos destinados ao Instituto Butantan. Governador do Estado de São Paulo, João Doria, durante visita a Mogi Guaçu
Vaner Santos/EPTV
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quinta-feira (10) durante visita a Mogi Guaçu (SP) estar confiante sobre as próximas importações de insumos chineses para a produção da vacina CoronaVac contra a Covid-19. O político destacou ações da atual diplomacia do Brasil com o governo chinês “sem agressões” e com estímulo às autorizações necessárias para que o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) chegue ao país.
“Estamos confiantes de que entramos numa fase de normalidade”, afirmou Doria.
Com total de aproximadamente 50 milhões de doses entregues até a próxima segunda (14) ao Ministério da Saúde, segundo o governo estadual, a expectativa é que o montante alcance 100 milhões de doses produzidas e envasadas pelo Instituto Butantan até 30 de setembro.
“O atual chanceler do Brasil, França, que é o ministro das Relações Exteriores, está tendo um outro comportamento nas relações diplomáticas com a China e agindo de forma correta neste entendimento, sem agressões, obviamente, e estimulando a bilateralidade dessas relações, seja no plano institucional, no plano comercial e , especialmente, no que se refere às autorizações para a liberação da importação de insumos para a vacina do Butantan, a CoronaVac”, completou.
No dia 28 de junho, o país espera receber 6 mil litros da matéria-prima, que permitirá a produção de 10 milhões de doses da CoronaVac.
Doria acredita não enfrentar mais problemas para importação do IFA da CoronaVac
Cristine Rochol/PMPA/Divulgação
Produção suspensa por falta de IFA
Em 14 de maio, o Butantan chegou a suspender completamente a produção da vacina por falta de matéria-prima chinesa. Cidades de 18 estados brasileiros interromperam a aplicação da segunda dose. Na ocasião, SP atribuiu os entraves na importação a problemas de diplomacia causados pelo governo federal, devido às constantes declarações contra a China – que também fornece o IFA para a fabricação da vacina Oxford/AstraZeneca, pela Fiocruz.
Após a chegada do IFA ao Butantan, uma espera média de 24 horas é necessária para que seja possível iniciar o envase. Nesse período, são avaliados diversos fatores, como a variação de temperatura sofrida com a viagem.
Que vacina é essa? Coronavac
Nesta quarta (9), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o início dos testes com a ButanVac, vacina nacional contra o coronavírus que foi desenvolvida pelo Butantan e já teve a produção iniciada.
“Nos já temos mais de 7 milhões de doses dessa vacina pronta, estão estocadas e refrigeradas no Instituto Butantan, e vamos produzir 18 milhões até 30 de julho e 40 milhões até 30 de setembro”, frizou Doria.
O governador também manteve a previsão para todos os 645 municípios de ter imunizado toda a população vacinável do estado até 15 de outubro.
Visita a Mogi Guaçu
Em visita a Mogi Guaçu, região de Campinas (SP), nesta manhã, Doria anunciou investimento de R$ 84,3 milhões para obras de recuperação e modernização da Rodovia SPI-177/342, uma interligação da Rodovia Adhemar Pereira de Barros, que liga a cidade a Itapira. Os serviços serão executados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).
A obra inclui a pavimentação dos acostamentos e implantação de faixas adicionais em um trecho que vai do km 0 ao km 22,9, e vai afetar o percurso de cerca de seis mil veículos por dia. A via é estratégica para o escoamento da produção agrícola da região.
“O investimento na rodovia entre Mogi Guaçu e Itapira vai gerar 292 empregos, entre vagas diretas e indiretas. A estimativa de conclusão da obra é de 24 meses”, informou o governo estadual.
Também serão modernizadas quatro estradas vicinais da região, com aporte de R$ 68,2 milhões. São elas:
BRO-040, em Brotas
SGT-020, entre Santa Gertrudes e Rio Claro
SGT-273, ligação ao Distrito Industrial, em Santa Gertrudes
NV-20 CAC-020, ligação de Caconde à divisa de Muzambinho, em Minas Gerais
“As quatro vias estão incluídas na fase 1 do programa Novas Estradas Vicinais. Somente nesta etapa, o Governo de São Paulo vai gerar cerca de 15 mil empregos, entre vagas diretas e indiretas em diversas regiões do estado. Até o final de junho, o Governo do Estado vai anunciar a fase 2 do programa”, disse a administração estadual.
Doria assina liberação de verba para obras em rodovia entre Mogi Guaçu e Itapira
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas