Fase 3 da vacina Covaxin: instituto de pesquisa de Campinas recebe 7,3 mil cadastros de voluntários em 3 dias


Número foi divulgado ao G1 pelo Ipecc nesta segunda-feira (31). Etapa final da pesquisa sobre a vacina indiana pretende recrutar 4,5 mil pessoas no estado de São Paulo. Veja como a triagem de voluntários vai funcionar. Covaxin, vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Bharat Biotech, já está sendo aplicada na Índia
Adnan Abidi/Reuters
O estudo da fase 3 da vacina indiana contra Covid-19 Covaxin despertou o interesse de 7.309 pessoas em Campinas (SP) nos primeiros três dias de cadastramento aberto para voluntários. O balanço divulgado pelo Instituto de Pesquisa Clínica (Ipecc) ao G1 nesta segunda-feira (31), equivale a uma média de 100 cadastros por hora.
A inscrição começou na última sexta-feira (28) e segue aberta. Os moradores que se enquadram no perfil para participar passarão por uma triagem, informou o Instituto, que coordena na metrópole a etapa final do estudo da farmacêutica da Índia Bharat Biotech. Entenda, abaixo, como a seleção vai funcionar.
Clique aqui para se cadastrar na fase 3 da Covaxin em Campinas
Ao todo, a fase 3 será realizada em cerca de 30 mil pessoas em diversas partes do mundo, sendo 4,5 mil delas no Brasil, sob coordenação geral do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP), em São Paulo. A autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi concedida em 13 de maio.
“O estudo tem o compromisso de aplicar posteriormente a vacina nesses voluntários e eles também terão a opção do Plano Nacional de Imunização (PNI)”, informou o Instituto Albert Einstein.
Esta etapa busca testar a segurança, a eficácia, a geração de anticorpos (imunogenicidade) e a consistência entre lotes da vacina em larga escala. A Covaxin é produzida a partir do vírus inativo e já é aplicada na Índia. Estudos preliminares apontaram eficácia geral de 78% em sintomáticos e 100% em casos graves.
Como será a triagem de voluntários
Em entrevista ao G1, o investigador principal no Ipecc, o cardiologista José Saraiva, disse que o número de vagas para o processo só será definido com a chegada das doses da Índia, prevista para ocorrer próximo de 14 de junho. Veja como a triagem vai funcionar:
Será seguida a ordem de chegada dos cadastros na instituição.
Os candidatos passam por uma nova entrevista com apresentação dos critérios para participar do teste.
O processo de acompanhamento é apresentado: desde a aplicação de duas doses com intervalo de 28 dias, exames e consultas ao longo de 1 ano.
A convocação dos voluntários aptos que confirmarem o interesse no estudo dependerá no número de vagas que abrirem.
“Vai ser chamada, vai marcar e vai ser explicado detalhadamente o estudo. Que vai ter a vacinação, o reforço, vai passar por algumas consultas ao longo do ano, colher exames de sangue para o acompanhamento. A aplicação da dose poderá ser feita inclusive aos sábados e domingos no Instituto”, afirma.
Saraiva, que também é professor da Faculdade de Medicina da PUC-Campinas e diretor de Prevenção de Doenças Cardiovasculares da Sociedade Brasileira de Cardiologia, ressalta que do número atual de cerca de 7,3 mil cadastrados, espera chegar a ao menos 1,6 mil voluntários aptos.
“Existe a desistência e pessoas que se cadastraram, mas não preenchem os requisitos… A gente não fechou o cadastro porque temos que dar o direito das pessoas se inscreverem”, afirma o médico.
No vídeo abaixo, reportagem exibida pela EPTV, afiliada da TV Globo, na sexta-feira (28), o médico explicou como participar do estudo.
Veja como se cadastrar para participar dos teste da vacina Covaxin em Campinas
O estado de São Paulo precisa de três mil voluntários na soma das três cidades participantes, não havendo portanto, um número pré-definido ainda para cada centro de pesquisa em SP, explicou Saraiva. Cada instituição pode ter um comportamento diferente na captação de voluntários, por isso o foco está na soma de testes aplicados.
“Não tem nenhum efeito colateral, pelo que a gente tem observado, o que dá uma segurança. É uma vacina que já está sendo usada na Índia”, explica o médico responsável do Ipecc.
O que é preciso para ser um voluntário
Ter entre 18 anos e 45 anos
Nunca ter tido Covid-19
Não ter morado na mesma casa com alguém que esteve com Covid-19
Se for mulher, não pode ser grávida e nem estar planejando engravidar em breve
Ser saudável ou com doença crônica estável
Não ter sido vacinado contra Covid-19
Trabalhadores de diversas profissões
Pode ser morador de qualquer cidade, mas precisa ter disponibilidade de ir a Campinas
5 cidades brasileiras na fase 3
Os testes também estão em andamento em outros países, totalizando 30 mil voluntários. No Brasil, a realização da etapa será em 4,5 mil pessoas, sendo 3 mil delas no estado de São Paulo. Veja todas as cidades brasileiras participantes abaixo:
Campinas (SP)
São Paulo (SP)
São José do Rio Preto (SP)
Rio de Janeiro (RJ)
Campo Grande (MS)
Que vacina é essa? Covaxin
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas