Guarda Municipal dispersa público de 800 pessoas em adega de Campinas e local é lacrado


Prefeitura afirmou que estabelecimento fica no bairro Jardim São Fernando. Ocorrência foi no sábado (3), quando total de 47 locais foram fiscalizados e oito foram obrigados a fechar as portas. Campinas aplica regras mais rigorosas em toque de recolher desde 18 de março
Adriano Rosa/PMC
Uma adega com cerca de 800 pessoas foi lacrada neste sábado (3) durante fiscalização em Campinas (SP). As pessoas foram dispersadas pela Guarda Municipal, segundo a Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública. O estabelecimento fica no bairro Jardim São Fernando.
Não é permitida a abertura de estabelecimentos do tipo para atendimento presencial ao público durante a fase emergencial do Plano São Paulo, para conter o avanço do coronavírus.
Campinas publica decreto com novas restrições para comércios essenciais e criação de barreiras sanitárias; veja as regras
Campinas publica decreto que proíbe consumo de bebida alcoólica em praças e locais públicos
Até o último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do município, 81.941 moradores foram infectados desde o início da pandemia, sendo que 2.428 morreram por Covid-19.
A metrópole tem tido uma rotina de fiscalizações para coibir aglomerações, com barreiras sanitárias e toque de recolher durante a noite e a madrugada – a restrição na circulação de pessoas ocorre entre 20h e 5h desde 18 de março.
Só no sábado, 47 estabelecimentos foram vistoriados e oito foram obrigados a fechar as portas – entre eles a adega e três bares. No trânsito, 597 veículos foram abordados, sendo 278 na barreira sanitária e 319 durante o toque de recolher. Três veículos foram recolhidos e 459 pessoas receberam orientações.
As ações envolveram Guarda Municipal, Setec, Secretaria de Planejamento e Urbanismo, Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e Emdec.
“Durante as barreiras, os veículos são abordados e os ocupantes questionados sobre o motivo pelo qual estão na rua. As pessoas são orientadas a voltar para casa se estiverem na rua por uma razão que não seja emergencial. Não há multa ou punição”, informou a prefeitura.
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas