HC da Unicamp retoma internações e cirurgias eletivas


Unidade havia anunciado suspensão dos procedimentos agendados na última terça, diante da necessidade de dar vazão aos pacientes que chegaram via pronto-socorro. Uma das entradas do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp
Reprodução/EPTV
O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp anunciou nesta segunda-feira (7) que retomou as internações de pacientes para cirurgias eletivas que estavam suspensas por conta da superlotação da unidade desde o primeiro dia de junho. O Pronto-Socorro (PS) já havia retomado os atendimentos após 48 horas de suspensão.
Segundo a superintendência do HC, a suspensão das cirurgias agendadas era necessário para dar vazão aos pacientes que chegam ao PS e que também estão em UTIs.
Motivo da suspensão do PS
Na última quarta-feira (2), o superintendente do HC, Antônio Gonçalves de Oliveira Filho, afirmou que a suspensão de atendimentos ocorreu por conta do aumento nas internações de pacientes não Covid, ou seja, com outros problemas de saúde, e também de infectados com coronavírus na faixa de 40 a 59 anos.
“A situação foi um afluxo grande de pacientes no PS num cenário de falta de leitos de UTI para Covid, mas o mais grave problema que estamos tendo também são pacientes não Covid. […] O PS é de porta-aberta, 80% do nosso movimento diário é de procura espontânea”, afirmou o superintendente do HC.
Antônio Gonçalves de Oliveira Filho, superintendente do HC da Unicamp
Giuliano Tamura/EPTV
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas