Idosa recebe falsa aplicação de vacina da Covid-19 em Vinhedo e prefeitura abre apuração; vídeo


Mulher de 73 anos esteve em posto de imunização na quinta-feira. Administração prometeu aplicar nova dose ainda nesta sexta e afastou enfermeira. Seringa descartada possuía líquido. Prefeitura de Vinhedo abre investigação após possível fraude durante vacinação de idosa
Um vídeo mostra uma idosa de 73 anos recebendo falsa aplicação de vacina contra a Covid-19 em Vinhedo (SP). A prefeitura informou que abriu um processo administrativo para apurar o caso e está em contato com a família para agendar a imunização ainda nesta sexta (26). A enfermeira ficará afastada durante a investigação.
A idosa Liliam Halabi foi levada pela neta, de 27 anos, para receber a primeira dose do imunizante na tarde de quinta-feira (25) no Parque Municipal. A neta gravou o momento da aplicação e enviou para a mãe, Magda Halabi.
“Na hora eles [família] não perceberam, estavam todos contentes que ela tinha sido vacinada. Quando eu vi o vídeo, eles estavam chegando em casa, eu falei ‘mãe, a senhora não foi vacinada'”, disse Magda.
Com isso, a família foi à delegacia registrar boletim de ocorrência e um vereador, que recebeu o vídeo, compareceu ao Parque Municipal para conversar com os profissionais de saúde e eles encontraram uma seringa descartada, mas com líquido dentro.
Durante o registro do boletim, o responsável pelo posto de vacinação chegou ao distrito policial com uma caixa de seringas usadas nas aplicações do dia. O compartimento estava lacrado.
A Polícia Civil abriu o lacre e encontrou a seringa com 0,5 ml de um líquido que seria “supostamente vacina”, segundo o boletim de ocorrência. O caso foi registrado como infração de medida sanitária preventiva e será investigado por meio de inquérito policial.
Seringa usada para imunizar idosa foi descartada com líquido dentro em Vinhedo
Arquivo pessoal
A enfermeira que aplicou a dose será ouvida pela polícia. “O vídeo realizado foi encaminhado para a delegacia para a devida degravação”, aponta o boletim de ocorrência.
A filha da idosa conta que Liliam possui outras doenças (comorbidades) e estava ansiosa pela vacina.
“Ela ficou apavorada porque ela já tem comorbidades, já não tem fácil locomoção. Todo mundo esperando a vacina. Quer dizer, se ela morre, o que ia acontecer? Falar que a vacina não prestou e é mais uma para a estatística”, disse Magda.
A prefeitura
Prefeitura de Vinhedo vai enviar equipe de saúde para vacinar idosa após primeira dose não ser aplicada
Reprodução/EPTV
Em nota, a prefeitura informou que instaurou um processo administrativo para apurar o ocorrido e notificou o caso para a Secretaria do Estado da Saúde. Além disso, está em contato com a família para enviar agentes de saúde na casa da idosa para realizar a imunização ainda nesta sexta-feira.
“Informamos que a enfermeira segue afastada do trabalho durante a apuração do caso”, explicou a prefeitura.
O Poder Executivo completou que não tolera nenhum desvio de conduta de seus servidores e todos são treinados e orientados a agir com a lisura que o cargo exige. “A Prefeitura reitera ainda seu compromisso com a transparência e estimula os moradores a acompanharem o momento da vacinação para que se certifiquem que ela está ocorrendo como deve”.
Initial plugin text
Veja mais informações no G1 Campinas.