Idosa resgatada em Campinas recebe alta de hospital e vai para asilo; filho é suspeito de abandono


Mulher de 91 anos foi encontrada em imóvel no Jardim dos Oliveiras, há três dias, e deixou Ouro Verde nesta quarta-feira. Filho chegou a ser preso, mas deixou delegacia após pagar fiança. A idosa de 91 anos resgatada em situação de abandono há três dias de uma casa no Jardim dos Oliveiras, em Campinas (SP), recebeu alta do Hospital Ouro Verde nesta quarta-feira (24) e será levada para um asilo da metrópole, segundo a prefeitura. Após denúncia de vizinhos, ela foi encontrada pelos Bombeiros com sinais de desidratação, sem conseguir se mexer, e precisou ser carregada.
A PM relatou à EPTV que a casa estava sem água e dentro da geladeira foi encontrado somente um pão com data de validade encerrada em fevereiro. No dia em que o caso veio à tona, o filho da idosa chegou a ser preso por suspeita de abandono de incapaz, mas deixou a delegacia após pagar fiança.
Idosa foi resgatada em casa de Campinas após denúncia
Polícia Militar / Arquivo Pessoal
Cuidadora relata problemas
No dia do resgate, o filho da idosa preferiu não gravar entrevista. Já Neusa Duran, que se apresentou como cuidadora da mulher, contou que no dia do resgate havia ido mais cedo até a residência para dar comida e água para a vítima. “Claro que eu fico [preocupada], mas ela não é minha mãe, é mãe dele. Não posso fazer nada”, falou na ocasião. Ela foi ouvida pela Polícia Civil e foi liberada em seguida.
Além disso, Neusa contou à reportagem que teria alertado o filho da idosa sobre a saúde dela.
“Ela ficou ruim faz oito dias e aí domingo eu avisei ele [filho]. Eu falei ‘sua filha não está andando e eu acho que ela sofreu derrame porque ela está com um lado paralisado’. Aí ele falou “não é nada não, deve ser o reumatismo'”, ressaltou. A cuidadora contou ainda à reportagem que recebia R$ 300 por mês pelo serviço e usava finanças da idosa para comprar alimentos e remédios para ela.
Idosa de 91 anos estava deitada em um colchão no chão sem água e sem comida, diz PM
Reprodução/EPTV
Vídeos: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.