Idoso tem fêmur quebrado em Campinas após pedir para homem usar máscara contra Covid-19; 'covardemente agredido', diz filha


Homem de 62 anos foi alvo de socos e pontapés na frente de mercearia após falar para outro cliente usar item de proteção. Filha relata que pai terá de fazer uma cirurgia de urgência. Idoso de 62 anos tem fêmur quebrado após exigir uso adequado de máscara em Campinas
Um idoso de 62 anos foi agredido e teve o fêmur quebrado após pedir para que um homem usasse máscara de proteção contra a Covid-19 no momento em que eles estavam em uma mercearia do bairro São Judas Tadeu, em Campinas (SP), na noite de domingo (28). Edmundo Conceição Santos foi atendido por uma equipe do Samu e levado ao Hospital PUC-Campinas, onde passará por cirurgia.
A venda fica próxima da casa da vítima. Santos é amigo do proprietário e, de máscara, conversava com ele no momento em que chegaram dois homens sem máscara, às 18h30, segundo testemunhas. Depois de pedir para que os clientes usassem máscara, o idoso foi agredido com socos e pontapés.
Um vídeo gravado por uma testemunha mostra o momento em que Santos recebe os primeiros atendimentos. Ele também bateu a cabeça e teve outras escoriações pelo corpo. “Foi agredido só porque pediu para usar máscara. Aí esse cara veio, agrediu, quebrou fêmur. Precisa fazer alguma coisa, não pode deixar agredir uma pessoa de idade, quebrar o fêmur, por causa de pedir para usar uma máscara. Hoje em dia a crueldade está assim, tem que fazer justiça”, relata uma testemunha.
Os dois homens deixaram o local depois da confusão e não foram localizados até a publicação.
Idoso teve fêmur quebrado após pedir para homem usar máscara contra Covid-19, em Campinas
Reprodução / EPTV
Preocupação e investigações
A filha do idoso Lucimar da Silva Santos relatou que após o primeiro pedido, o homem alegou que não tinha máscara e não ia usar. Em seguida, o pai teria gritado com o rapaz, quando então ocorreram as agressões. “Estamos esperando uma notícia, o médico disse que ele vai ter de fazer uma cirurgia de urgência. Infelizmente meu pai é um idoso de 62 anos, que tem problemas de saúde, foi covardemente agredido. A dor que a gente está sentindo agora a gente não deseja para ninguém”, falou emocionada.
A família informou que vai acionar a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência.
Vídeos: tudo sobre Campinas e região
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.