Mata Atlântica: “a coisa mais linda que existe”


Bela e generosa, conheça mais sobre a floresta que inspira e apaixona. A Mata Atlântica é um dos ecossistemas mais surpreendentes do mundo
Luciano Lima
A primeira vez que a vi, mesmo à distância, fiquei imediatamente hipnotizado. Engoli seco e me perguntei em silêncio incrédulo, “você está vendo aquilo?”. Linda, majestosa, poderosa… Sua imponência ofuscava todas as outras ao seu redor, feito a lua cheia que reduz o brilho das estrelas. Quando dei por mim, já havia saído da trilha e caminhava magneticamente em direção a ela. A vegetação densa às vezes a escondia, mas seu tamanho a tornava quase onipresente mesmo em meio ao caos verde da floresta. Desci um pequeno vale, cruzei um riacho e logo consegui alcançá-la. Ufa! O amor tem pressa.
Já bem perto, acalmei o passo e me aproximei mais lentamente. Minha vontade era abraçá-la, mas sozinho era simplesmente impossível, eu precisaria dos braços de mais umas seis pessoas. Então estiquei uma das mãos abertas e toquei nela, com o cuidado e delicadeza de quem toca em algo muitíssimo precioso. De boca aberta, fui levantando aos pouco a cabeça enquanto os olhos percorriam todo o seu tronco. Olhando lá no alto, a mais de 40 metros de altura, percebi que sua copa ostentava uma coroa com infinitas bromélias, era uma gigantesca figueira, uma verdadeira rainha da floresta. Me declarei falando em voz alta, “Sua linda! Te amo!” Olhei para floresta ao redor e repeti “Mata Atlântica, eu te amo!”.
Dia Nacional da Mata Atlântica é celebrado em 27 de maio
Luciano Lima
Além de abraçar árvores, eu também converso com elas e ao “ouvir” suas histórias me apaixono com alguma frequência. Se amor é de fato a definição das páginas do dicionário que está aberto sobre a minha mesa, “sentimento que leva uma pessoa a desejar o que se lhe afigura belo, digno ou grandioso “, não tenho como negar, eu sou perdidamente apaixonado pela Mata Atlântica. Mas não tenho nem um pouco de ciúmes da minha amada, muito pelo contrário, tenho dificuldades em compreender os sentimentos de quem consegue olhar a floresta e só “olhar”, sem admirar e se apaixonar.
Tom Jobim, outro amante da natureza, declarou que toda sua obra foi inspirada na Mata Atlântica. “A coisa mais linda que existe”, como ele a chamou na canção Dindi, que, ao contrário do que muita gente pensa, não foi composta para uma mulher, mas para uma área de Mata Atlântica. Mas se a beleza está nos olhos de quem vê, há outra característica da Mata Atlântica que dispensa julgamento estético: sua generosidade.
A distribuição das espécies ajuda a explicar a riqueza e abundância da Mata Atlântica
Arquivo TG
Considerado um dos ecossistemas com maior biodiversidade do planeta, ela é o lar de um inacreditável número de espécies, incluindo cerca de 20.000 plantas, 892 aves, 335 mamíferos, 370 anfíbios e 200 répteis. Mas além da fauna e da flora, ela também é o “habitat natural” de cerca de 70% dos brasileiros, que vivem dentro dos seus domínios, onde estão localizadas cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.
Além de lar, ela fornece água, ajuda a regular o clima, movimenta o turismo e outros setores da economia (já tentou imaginar o Cristo Redentor ou as Cataratas do Iguaçu sem as florestas ao redor?), faz parte da nossa identidade como nação (afinal, nosso país tem o nome inspirado em uma árvore da Mata Atlântica), etc, etc… A lista de benefícios fornecidos pela floresta é muito extensa e, paradoxalmente, por estarem tão presentes na nossa vida, eles acabam passando completamente despercebidos para muita gente.
Mata Atlântica é casa para 892 espécies de aves
Ananda Porto/ TG
Nesta quinta-feira, 27 de maio, é comemorado o Dia da Mata Atlântica. Apesar de toda sua beleza e generosidade, ela continua sendo um dos ecossistemas mais ameaçados do Planeta e atualmente está reduzida a apenas cerca de 12% de sua área original. Seja olhando pela janela ou passeando por uma trilha, aproveite a data para admirar e se apaixonar pela “coisa mais linda que existe” e também agradecê-la, você não precisa esperar até 12 de junho para abrir seu coração.