Piora da pandemia faz Viracopos ter fevereiro com menor número de passageiros em três anos


Aeroporto em Campinas (SP) contabilizou 697,5 mil viajantes e teve maior impacto percentual em viagens internacionais. Redução interrompe curva ascendente desde abril de 2020. Estrutura do Aeroporto de Viracopos, em Campinas
Aeroportos Brasil Viracopos
A piora da pandemia no Brasil repercutiu em baixa na quantidade de passageiros atendidos por Viracopos em fevereiro, sobretudo em viagens internacionais, de acordo com a concessionária. O total foi de 697,5 mil, o menor número durante o mês em três anos , e o resultado também significa uma interrupção na curva ascendente verificada pelo aeroporto em Campinas (SP) desde abril de 2020.
No comparativo com o mesmo período do ano passado, a quantidade de pessoas que partiu ou desembarcou por Viracopos diminuiu 16,8%. O menor saldo para fevereiro havia sido registrado anteriormente em 2018, quando foram contabilizados 663,3 mil pela concessionária.
Impacto em viagens internacionais
Os dados da concessionária mostram que, entre os 697,5 mil passageiros registrados em fevereiro, 693,7 mil fizeram viagens domésticas, e 3,8 mil foram ao exterior ou chegaram ao Brasil por Campinas.
A concessionária destaca, por meio de assessoria, que os impactos são verificados por todos os aeroportos no mundo em virtude do contexto mundial de enfrentamento à pandemia. Por outro lado, apesar do abalo no indicador, salienta que 70% do faturamento decorre do terminal de cargas.
No comparativo com 2020, os resultados demonstram que o número de pessoas que se deslocaram dentro do território nacional caiu 8%, e o total de viajantes internacionais teve redução de 95,4%.
Fiocruz diz que Brasil vive pior momento da pandemia com 10% das mortes registradas no mundo
Viracopos registra alta de 52% em fluxo de cargas e tem setor farmacêutico entre destaques
Fevereiro 2020
Passageiros em voos domésticos: 754.823
Passageiros em voos internacionais: 83.899
Fevereiro 2021
Passageiros em voos domésticos: 693.744
Passageiros em voos internacionais: 3.838
Antes de fevereiro deste ano e considerando-se a série histórica, a concessionária contabilizou menor número de viajantes internacionais em maio de 2014, quando foram 3,1 mil, ano marcado por obras de expansão no aeroporto para atender as demandas da Copa do Mundo realizada no Brasil.
Já o menor número de passageiros domésticos registrado anteriormente foi em outubro de 2020, quando foi de aproximadamente 686 mil, destaca a Aeroportos Brasil Viracopos.
Em nota, a companhia aérea Azul diz que segue com uma operação internacional restrita a três voos semanais para Fort Lauderdale, Estados Unidos, em virtude do fechamento de fronteiras para turismo de brasileiros ao exterior. Ela planejava retomar no dia 17 as operações para Lisboa, Portugal, em frequências sob caráter humanitário, mas a data foi adiada após o país vetar voos do Brasil até dia 31.
Antes da pandemia, a Azul chegou a ter voos diários para os dois destinos e Orlando, Estados Unidos.
Mudança de cenário
Antes da pandemia, o aeroporto registrou uma série marcada por altas consecutivas entre julho de 2018 e fevereiro de 2020, comparando-se cada mês com o mesmo período do ano anterior. Em abril, porém, foi registrada a menor movimentação do ano, totalizando 150,5 mil passageiros no mês.
Entre o quarto mês do ano passado até janeiro de 2021, Viracopos teve curva ascendente de viajantes. Contudo, encerrou 2020 com 6,7 milhões de passageiros, perda acumulada de 36% em 12 meses.
O terminal aguarda o processo de relicitação para sanar dívidas que somam R$ 2,88 bilhões. O governo federal prevê realizar novo leilão apenas em 2022, devido a atrasos nos trâmites do processo.
Entenda a crise de Viracopos
Veja o passo a passo da relicitação
VÍDEOS: veja notícias da região de Campinas
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.