Polícia Civil encontra fábrica clandestina de bebidas em Campinas e prende dono


Segundo a corporação, uísques falsificados eram envasados em local sem higiene e comercializados pelas redes sociais e com preços abaixo de mercado para comércios e festas. Uísques falsificados apreendidos pela DIG em Campinas (SP)
DIG/Divulgação
Policiais civis da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Campinas (SP) encontraram uma fábrica clandestina de bebidas falsificadas em imóvel na região do Jardim São Judas, nesta terça-feira (1º). Um homem de 31 anos, dono do local, acabou preso em flagrante.
De acordo com a Polícia Civil, o local, precário e sem nenhuma higiene, envasava bebidas falsificadas com rótulos de marcas famosas e que eram comercializadas pela redes sociais, mas também em adegas, mercados, bares e festas com preço abaixo do mercado.
Segundo a corporação, o homem teria explicado como era feito o envasamento dos uísques – galões com a bebida falsificada eram despejados em tanques de roupas e, por meio de canecas e funil, o líquido era injetado no interior de garrafas reutilizadas. Elas eram lacradas e vendidas.
O dono do local acabou autuado por crime de falsificação de produto alimentício, crime que prevê, em caso de condenação, pena de 4 a 8 anos de prisão e multa. O homem que já tinha passagem por roubo acabou encaminhado à cadeia anexa ao 2º DP.
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas