Projeto de Campinas apresenta websérie exclusiva e debate online sobre mulheres na área cultural


Programação acontece de 12 a 16 de abril , sempre às 19h pelo YouTube. Projeto é idealizado e produzido pelo Coletivo Caju Cultura, de Campinas (SP)
Prefeitura de Campinas/Caju Cultura
O projeto “Crie como quem Luta” exibirá na próxima semana, de 12 a 16 de abril, uma série de conteúdos sobre mulheres na área cultural em seu canal do Youtube. A inciativa é do do Coletivo Caju Cultura, de Campinas (SP), e conta com os recursos da Lei Aldir Blanc e apoio da Secretaria Municipal de Cultura.
Além de um debate inicial sobre Gestão Cultural, o projeto terá uma websérie de quatro episódio com artistas da música, dança, teatro e circo. Mulheres das áreas de comunicação, design gráfico, audiovisual e financeiro também marcarão presença nos episódios.
Todas as exibições irão ao ar às 19h. Confira a programação abaixo:
Debate “Gestão Cultural com estômago, punho e coração”

12 de abril, às 19h
Com Laís Almeida (Gestora Cultural), Juliana Kaneto e Júlia Conterno (Caju Cultura), mediação de Paula Ferreira (Criadora Digital)

Sinopse: Encontro online de mulheres trabalhadoras da cultura para debater alguns recortes da realidade em que atuam, considerando os diferentes desafios e opressões que atravessam cada uma de nós. Quais as formas de enfrentamento? Como as diversas coletividades têm se organizado para se fortalecer e criar práticas cotidianas que reverenciam a vida?
Websérie Crie Como Quem Luta
Episódio 1 – Música
13 de abril, às 19h
“Raia: a celebração da margem”

Sinopse: Com Graciela Soares (voz, percussão e composição da música “Alimento”) e Esther Alves (flauta, sanfona, voz e composição das músicas “Teus Olhos Mel” e “Vida Cheirosa” e da letra de “Alimento”). No vídeo, as compositoras e instrumentistas mostram a sua maneira de reconhecer que são um pouco árvore, um pouco rio e um pouco luz. Uma celebração ao tempo que alimenta. “Raia” é um verbo, e é não só “limite” mas também “medida”, “estria” e “divisa”. Por isso celebram o ato de gestar – filhos e projetos – e de ser gestada.
Episódio 2 – Teatro
14 de abril, às 19h
“Atrás do Ladrilho”
Sinopse: Texto, direção e atuação de Cristiane Taguchi e Juliana Saravali. Duas mulheres em suas casas. Um encontro e alguns depoimentos cotidianos recheados de filosofias breves. O que você tem feito para se alimentar?
Episódio 3: Dança
15 de abril, às 19h00
“Terra Mãe”
Sinopse: Com Cris Ribeiro e Mariana Jorge, o episódio traz o mito “Onilé”, inspirado no livro Mitologia dos Orixás, de Reginaldo Prandi. Trecho: “entrar na terra pra sentir seu ventre/criar forças para renascer com ela/acariciar o chão pra existir nele/curar, transmutar, viver”.
Episódio 4: Circo
16 de abril, às 19h00
“Revoar”
Sinopse: Com Fernanda Jannuzzelli e Débora Ishikawa. Quando o que parece o fim é um recomeço, com a corda da forca cria-se um novo laço e da queda do ninho faz-se um passo de dança. Aprende-se que nutrir vai muito além de dar comida e que, como bem disse Guimarães Rosa, “amar é a gente querer se abraçar com um pássaro que voa.”
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.