Região de Campinas ultrapassa 6 mil mortes por Covid-19


Levantamento considera dados dos 31 municípios da área de cobertura do G1 Campinas. Metrópole reúne 40,9% do total de vidas perdidas desde o início da pandemia. Campinas concentra maioria das mortes por Covid-19 na região
Carlos Bassan / PMC
A região de Campinas (SP) ultrapassou a marca de 6 mil mortes pela Covid-19, na noite desta segunda-feira (5), em meio ao momento mais crítico da pandemia e com vacinação que contemplou com duas doses apenas 3,4% da população dos 31 municípios da área de cobertura do G1 Campinas.
As 1 mil histórias interrompidas mais recentemente foram contabilizadas pelas prefeituras no período de 18 dias. Este é o intervalo mais curto para um aumento com esta dimensão desde o início da crise sanitária e reflete as últimas semanas marcadas por UTIs lotadas e pacientes à espera de leitos em várias cidades, enquanto as administrações tentam frear a circulação do vírus com ações restritivas.
As primeiras 1 mil vidas perdidas foram verificadas nos quatro primeiros meses da pandemia, em 2020. Depois disso, no intervalo de 40 dias, este número dobrou. O total de óbitos subiu para 3 mil em dezembro, enquanto que o indicador de 4 mil histórias interrompidas foi batido em 16 de fevereiro.
A região alcançou a marca de 5 mil óbitos em 19 de março. Desde esta data foram registrados mais 21,1 mil moradores infectados, o que fez o total chegar a 218.940 até esta publicação. Veja gráfico.
Leia mais sobre casos e óbitos em cada município
Acompanhe a evolução da vacinação na região de Campinas
O balanço atualizado até 19h desta segunda reúne 6.002 óbitos provocados pelo novo coronavírus. Neste grupo, 2.457 foram divulgadas até 17h em Campinas – o equivalente a 40,9% do total neste grupo. A cidade confirmou a primeira morte provocada pela enfermidade em 30 de março de 2020 e, no mês de março deste ano, teve o mês mais letal desde o começo da crise sanitária.
Depois da metrópole, as outras quatro cidades mais populosas da região são as que têm mais vítimas: Sumaré (SP), Indaiatuba (SP), Americana (SP) e Hortolândia (SP). Em contrapartida, Pedra Bela (SP), com seis óbitos e população estimada em 6,1 mil moradores, tem a menor quantidade.
Pressão na saúde
De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o Departamento Regional de Saúde (DRS-7) de Campinas, que abrange 42 cidades, registrava taxa de ocupação de UTIs Covid em 92,7% até 14h desta segunda-feira. Já o índice nos leitos de enfermaria correspondia a 75,1%.
Durante o dia foram registradas 207 novas internações, baixa de 7,2% em relação à semana anterior.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.