Santa Casa de Amparo tem 'kit intubação' para mais cinco dias, diz administração


Segundo o hospital, foi preciso racionalizar o uso da medicação. Ao todo, 38 moradores e mais de 20 pessoas de outras cidades estão internadas no hospital. Santa Casa de Amparo tem medicamentos para intubação por mais três dias
A Santa Casa Anna Cintra, em Amparo (SP), está com estoque baixo de medicamentos do “kit intubação”, que é usado para a sedação de pacientes em estado grave com a Covid-19. Ao todo, 38 moradores e mais de 20 pessoas de outras cidades estão internadas no hospital.
A denúncia anônima da falta dos medicamentos foi feita por um enfermeiro que trabalha no local. Segundo ele, durante a madrugada deste sábado (27), os pacientes estariam acordando e tentando tirar o tubo.
“A gente tá tendo que conter as mãos [dos pacientes] pra que a mão não vá até o tubo e arranque, porque eles precisam do respirador […] É desumano, você vê pessoas morrendo, porque não tem medicação pra intubação “, relata o funcionário.
Segundo a própria unidade de saúde, os insumos devem durar três dias e foi preciso racionalizar o uso da medicação. Além disso, o hospital vem apresentando dificuldade de aquisição dos medicamentos.
De acordo com a instituição, é um problema de esfera nacional, relacionado ao alto consumo por parte de pacientes da Covid-19 e o seu tempo de internação. Após o recebimento de mais uma carga com os insumos, a unidade calcula que, ao todo, os medicamentos devem durar mais cinco dias.
Em entrevista concedida para a EPTV, afiliada da rede Globo, o Secretário de Saúde de Amparo, Fernando Gabriel Gazotto, informou que a prefeitura foi comunicada sobre a existência de medicação apenas por 24 horas no hospital.
A partir disso, a administração realizou uma operação de compra dos sedativos. Até o momento apenas uma parte dos medicamentos foi entregue à unidade de saúde.
“Nos estamos com o processo em andamento. Provavelmente, entre amanhã e segunda-feira também estaremos recebendo e repassando para a Santa Casa”, explica o secretário.
Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde disse que vem cobrando o governo federal por medidas “expressas e urgentes” para abastecer a rede pública de saúde com medicamentos utilizados em intubação.
Porém, o governo federal fez somente uma liberação de neurobloqueadores em quantidade suficiente para apenas dez dias de consumo.
Santa Casa Anna Cintra de Amparo (SP) calcula que sedativos devem durar mais cinco dias na unidade de saúde
Reprodução EPTV
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas