Sem leitos livres no SUS, Campinas tem 110 pacientes à espera de vagas em UTIs Covid nesta terça


Taxa de ocupação em estruturas de terapia intensiva é de 96,81% e de rede particular tem 14 leitos aptos. Boletim diz ainda que metrópole tem 71 à espera de vagas em enfermarias. Campinas tem 110 pacientes à espera de leitos de UTI
Reprodução/TV Globo
Sem leitos de UTI Covid-19 disponíveis na rede pública, Campinas (SP) tem 110 pacientes à espera de vagas na tarde desta terça-feira (30), três a mais que no dia anterior, segundo a prefeitura. A taxa geral de ocupação é de 96,81%, uma vez que hospitais particulares têm 14 leitos de terapia intensiva aptos.
Campinas tem novo recorde e registra 45 mortes por Covid-19 em 24h
Ao todo são 425 pacientes internados em UTIs, enquanto que a metrópole reúne 439 leitos. O recorde de internados pela doença desde o início da pandemia é de 434, registrado em 26 de março.
Nesta tarde, durante uma live, a Secretaria de Saúde apresentou dados que mostram redução da circulação do vírus na cidade, e que a curva de novas internações ficou estável nesta semana.
Ainda de acordo com o governo municipal, 71 moradores esperam por leitos de enfermaria, enquanto o total de internados é de 533 neste tipo de estrutura hospitalar. No dia anterior eram 81 na fila.
O boletim da administração ainda não indica os 12 leitos de UTI abertos pelo estado até segunda-feira no AME, que voltou a ser exclusivo para Covid-19. Com isso, foram considerados somente os 40 disponíveis no Hospital de Clínicas da Unicamp, que também atende pelo SUS estadual.
Leitos de UTI (Covid-19)
Os leitos estão divididos da seguinte forma, em números absolutos:
SUS municipal: 154 leitos, dos quais 154 estão ocupados (100%). Não há leito livre.
SUS estadual: 40 leitos, dos quais 40 estão ocupados (100%). Não há leito livre.
Particular: 245 leitos, dos quais 231 estão ocupados (94,29%). Há14 leitos livres.
VÍDEOS: últimas notícias sobre a região de Campinas
n
Initial plugin text
Busque pelo título do caso
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.