Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 25 de março de 2021


Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira as últimas notícias sobre o coronavírus na região
Hellen Souza/Arte-G1
dutua oo
A Prefeitura de Campinas (SP) publicou nesta quinta-feira (25) o decreto que amplia as medidas restritivas na quarentena para conter a Covid-19. As novas regras, que valem a partir de sexta (26), permitem a presença de apenas uma pessoa por família em serviços como supermercados e padarias. Outra mudança é a exclusividade do drive-thru para comércios de alimentação.
Outra medida definida no texto, que vai vigorar até 4 de abril, é a realização de barreiras sanitárias nas entradas da cidade para abordar e questionar os motoristas sobre a necessidade da circulação. Os locais nos quais ocorrerá a orientação não estão descritos no decreto.
A prefeitura também determinou o fechamento de concessionárias e lojas de vendas de veículos, além do atendimento apenas em casos de urgência e emergência de clínicas veterinárias e pet shops, serviços de manutenção predial e assistência técnica de equipamentos.
As demais regras do toque de recolher na fase emergencial seguem em vigor.
Veja o que muda com as novas restrições aos serviços essenciais em Campinas
Casos e mortes
Desde o início da pandemia, já foram contabilizados 204.904 registros positivos da doença e 5.295 mortes nos 31 municípios da área de cobertura do G1 Campinas.
MAPA: casos de coronavírus pelo Brasil
Coronavírus: veja perguntas e respostas
Vacinômetro
Total de pessoas que receberam ao menos 1 dose: 273.115 (7,87% da população)
Total de pessoas que receberam 2 doses: 92.491 (2,66% da população)
Total de doses aplicadas: 365.606
Inclusão na Unicamp
A Unicamp registrou um aumento nas aprovações na primeira chamada de alunos vindos da rede pública de ensino no Vestibular 2021. Estatísticas divulgadas pela Comvest, organizadora do exame, apontam que quatro dos cinco cursos com maior percentual de aprovação entre estudantes do ensino público são licenciaturas. E nesse grupo estão aqueles que mantêm viva a esperança em cursinhos populares.
Natália Carneiro, de 18 anos, estudou em escola pública e acaba de ser aprovada em pedagogia na Universidade Estadual de Campinas (SP). Foi aluna do Cursinho Popular Triu, no distrito de Barão Geraldo, e se inspirou no coordenador do curso ao escolher a profissão.
“Eu sentia o envolvimento e o amor dele pela educação. Aquilo foi plantando uma sementinha de mudança em mim”.
Na pandemia, apoio e incentivo do cursinho foram essenciais, mesmo quando precisou voltar a trabalhar para se manter financeiramente. A equipe chegou a levar materiais didáticos para ela em casa.
“Eu penso muito em dar aula futuramente no cursinho popular, porque aquilo é inclusão. Através dele eu vi que poderia acessar a universidade pública, que é para todos, e eu quero mostrar isso para futuros ingressantes.”
Natália e os colegas de cursinho em 2019. Alunos que tinham condições melhores ajudavam financeiramente outros que precisavam.
Arquivo Pessoal
VÍDEOS: tudo sobre a vacinação no Brasil

1xVelocidade de reprodução0.5xNormal1.2×1.5x2x

Initial plugin text
Busque pelo título do caso
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.