Vacina Covid: veja cronograma para grávidas e puérperas sem comorbidades nas 10 maiores cidades da região de Campinas


Campinas começou agendamento nesta segunda-feira (7) e Indaiatuba também iniciou cadastro das mulheres do grupo. Valinhos antecipou em uma semana a liberação de vacinas e aguarda mais doses para reabrir. Mulheres grávidas sem comorbidades já podem se vacinar contra Covid-19
Reprodução/EPTV
Grávidas e mulheres que tiveram bebês em até 45 dias e que não possuem problemas de saúde (comorbidades) começam a ser imunizadas esta semana contra a Covid-19 na maioria dos municípios do estado, seguindo o cronograma do governo de SP. Na região de Campinas (SP), a metrópole abriu o agendamento nesta segunda-feira (7), Indaiatuba iniciou cadastro e Valinhos espera mais doses para reabrir a agenda para essas mulheres, que havia sido antecipada em uma semana.
Guia: veja quem pode tomar a vacina hoje em Campinas
Acompanhe a evolução da vacinação contra Covid nas 31 cidades da região
A previsão do governo estadual é de iniciar a vacinação dessas mulheres no estado ao menos a partir da quinta-feira (10).
Gestantes só podem ser imunizadas com CoronaVac ou Pfizer; já as puérperas têm a opção da AstraZeneca nas cidades que optaram por manter o uso desta vacina desde a recomendação da AstraZeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O G1 fez um levantamento nas dez cidades mais populosas da região sobre esta nova etapa da imunização, que antes estava restrita a gestantes e puérperas com comorbidades definidas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde. Veja o planejamento das prefeituras abaixo.
Americana
Americana informou que aguarda receber a grade de vacinas destinadas a este público para iniciar a vacinação. A prefeitura estima cerca de 1,5 mil gestantes sem comorbidades, mas não divulgou um número aproximado de puérperas.
Campinas
A metrópole abriu às 14h desta segunda o agendamento para gestantes e puérperas, que serão vacinadas com Pfizer. As datas possíveis para a aplicação são nesta semana. Segundo a prefeitura, uma população estimada em 14 mil mulheres. O agendamento deve ser feito pela página de vacinação de Campinas.
Que vacina é essa? Pfizer Biontech
Hortolândia
A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Saúde, informou que o município tem previsão de iniciar a imunização de gestantes e puérperas sem comorbidades a partir da próxima quarta-feira (9).
O agendamento também é feiro pela página da administração municipal.
Indaiatuba
Indaiatuba abriu nesta segunda-feira (7) o cadastramento de gestantes e mães recentes sem comorbidades para fazer a contagem de doses que serão necessárias. O formulário deve ser preenchido no site de vacinação da prefeitura.
O início da vacinação, segundo a Secretaria de Saúde do município, depende da chegada de doses para estes grupos de mulheres. Até esta segunda, 106 grávidas com comorbidades foram imunizadas e 14 puérperas.
Mogi Guaçu
Procurada pelo G1, a prefeitura não divulgou a previsão para a vacinação desses grupos de mulheres contra a Covid-19.
Mogi Mirim
Mogi Mirim não abriu o agendamento ainda. A Secretaria de Saúde aguarda o recebimento da grade de vacinação específica para esse grupo prioritário.
“Para iniciar a vacinação desse grupo (grávidas e puérperas), a Secretaria de Saúde aguarda as instruções do DRS (Departamento Regional de Saúde) de São João da Boa Vista. Segundo o PEI (Plano Estadual de Imunização), elaborado pelo governo estadual, a previsão para início da aplicação dos imunizantes é a próxima quinta-feira (10)”, esclareceu a administração municipal.
Aproximadamente 825 mulheres devem ser vacinadas, conforme a estimativa da prefeitura. No caso das gestantes e puérperas com comorbidades, foram vacinadas 77 pessoas até esta segunda.
Que vacina é essa? Coronavac
Paulínia
Paulínia ainda não iniciou o agendamento para esse grupos de mulheres. “A liberação dos agendamentos para novos grupos ou faixas etárias ocorre sempre 48 horas após o recebimento das vacinas, que são enviadas pelo Plano Nacional de Imunização do Governo Federal”, explicou a prefeitura.
A população pode acompanhar a divulgação da programação pelo site da administração municipal ou pelas redes sociais da prefeitura no Facebook e Instagram.
Sumaré
A Prefeitura de Sumaré não abriu agendamento ainda, mas informou que vai acompanhar o cronograma do estado. SP definiu como a próxima quinta-feira (10) para a imunização geral desses grupos de mulheres.
Valinhos
Valinhos é a única entre as dez maiores cidades da região de Campinas que já começou a vacinar contra Covid-19 as grávidas e puérperas que não possuem problemas de saúde. O agendamento para esse grupo foi aberto em 27 de maio, e a primeira dose foi aplicada no dia 31.
“Não teve tanta procura por comorbidades e, então, pudemos antecipar”, disse a administração municipal. Foi a mesma situação das faixas etárias de comorbidades, também antecipada para 18 anos ou mais no município.
Até esta segunda-feira, 238 gestantes e mães recentes sem comorbidades foram imunizadas na cidade, e a Secretaria de Saúde aguarda a chegada de mais doses para reabrir o agendamento, feito pela internet na página do município. O acompanhamento da abertura de vagas deve ser feito pelo site da prefeitura.
Vinhedo
Vinhedo não abriu o agendamento ainda. A previsão é que as doses para grávidas e puérperas chegue na próxima quinta-feira (10). Assim que as vacinas chegarem, a imunização vai começar imediatamente, disse a prefeitura.
O município já imunizou 39 gestantes e puérperas com comorbidades, de um total de 150 vacinas recebidas para esses grupos.
Grávida, Daniele Mendes também recebeu a vacina contra a Covid-19 em Manaus
Eliana Nascimento/G1
Próximos grupos previstos pelo governo de SP
55 e 59 anos: de 1º a 20 de julho
Profissionais da educação de 18 a 46 anos: de 21 a 31 de julho
50 a 54 anos: de 2 a 16 de agosto
45 a 49 anos: de 17 a 31 de agosto
40 a 44 anos: de 1º a 10 de setembro
35 a 39 anos: de 11 a 20 de setembro
30 a 34 anos: de 21 a 30 de setembro
25 a 29 anos: 1º a 10 de outubro
18 a 24 anos: 11 a 31 de outubro
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas