Indaiatuba lidera ranking de desenvolvimento dos municípios paulistas

Gabriel Bofinit Araújo
Gabriel Bofinit Araújo
3 Min Read

Levantamento desenvolvido pelo Núcleo de Estudos das Cidades (NEC), formado por professores da USP, UFSCar e Fatec, coloca quatro cidades da Região Metropolitana de Campinas entre os 20 primeiros colocados do ranking que avalia o nível de desenvolvimento dos municípios paulistas de maior porte (acima de 200 mil habitantes). O destaque é Indaiatuba, que ocupa a primeira posição nos três recortes da lista. Americana aparece em quarto lugar na classificação geral, seguida por Campinas, em oitavo, e Hortolândia, em 10º.

Na classificação global, que utiliza o método NEC e considera indicadores de Saúde, Educação, Segurança, Meio Ambiente, Mobilidade, Economia e Finanças Públicas, Indaiatuba lidera com média 9,43. Jundiaí e Piracicaba aparecem em segundo e terceiro lugares, respectivamente, com Americana em quarto (média 8,40). Campinas alcançou pontuação 7,49 e Hortolândia, 7,26.

Na classificação global IDH tradicional, onde são considerados indicadores de Saúde, Educação e Economia, Indaiatuba obteve média ainda maior, de 9,73. Nesta lista, Americana é a quarta, com 8,67, e Campinas a sétima, com 8,13. Hortolândia está em 11º, com 7,87, e Sumaré em 16º, 6,80.

A classificação global IDH Verde (Saúde, Educação, Economia e Meio ambiente) tem Indaiatuba novamente na liderança, com 9,40, à frente de Americana, segunda colocada com 9. Campinas é a quinta, com 8,40, e Hortolândia 11ª, com 7,60.

Os professores do NEC destacam que o trabalho visa mensurar a eficiência dos resultados obtidos nas diversas áreas e não a qualidade dos serviços sob a ótica dos usuários, “a qual é avaliada em pesquisas de opinião pública”, informam.

O estudo apresenta dados comparativos das principais áreas associadas ao nível de desenvolvimento socioeconômico (qualidade de vida) dos municípios paulistas. A meta é divulgar anualmente essas informações com dados atualizados, a fim de possibilitar o acompanhamento do desempenho socioeconômico dos municípios ao longo do tempo.

Outros grupos

Foram avaliados três diferentes cenários. Um do grupo de municípios com população acima de 200 mil habitantes – 41 municípios que concentram aproximadamente 64% dos residentes no estado.

O Cenário 2 envolveu os municípios com população entre 100 mil e 200 mil habitantes – 40 municípios que concentram aproximadamente 12% dos residentes no estado. Neste ranking, Valinhos é o melhor colocado da RMC, na segunda posição, atrás de São Caetano do Sul. Itatiba está em 3º e Paulínia em 8º. Santa Bárbara d’Oeste aparece em 13º

Todos os municípios com população acima de 100 mil habitantes – 81 municípios que concentram aproximadamente 76% dos residentes no estado, fazem parte de um terceiro cenário de avaliação. A classificação global traz Indaiatuba novamente como a primeira colocada, seguida por Itatiba. Americana vem em quinto, com Valinhos em sexto e Paulínia em 10º. Campinas é a 20ª.

Share This Article