Freio do prepúcio rompido – o que fazer?

O rompimento do prepúcio, segundo o urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, é um problema comum em homens com o freio curto. Na maioria dos casos, esse rompimento acontece durante a primeira relação sexual, resultando em uma dor intensa e sangramento.

É essencial que o sangramento seja parada com compressa feita por um tecido higienizado. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes explica que, por ser algo que, na maioria das vezes, acontece com a genitália ereta, pode demorar até mesmo 20 minutos para que a hemorragia seja interrompida.

Não é necessário um tratamento específico, no entanto, é importante manter a região higienizada e evitar o contato íntimo até que o tecido se regenera sozinho, o que, Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes revela, pode levar alguns dias.

Para que a cicatrização seja mais eficiente e rápida, Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes recomenda evitar pancadas, contato íntimo e a aplicação de algum creme cicatrizante duas vezes por dia.

É importante se atentar em caso de infecção ou dor intensa e, em caso de inchaço e vermelhidão, consultar-se com um profissional urologista para que a ferida seja tratada com pomadas antibióticas e até remédios orais para aliviar os sintomas.

Para evitar essa situação desconfortável, Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes recomenda iniciar a relação íntima de forma suave e utilizar lubrificantes para evitar que a pele seja esticada excessivamente.

Existem formas de tratar o freio curto, até mesmo por meio de intervenção cirúrgica, no entanto, cabe ao urologista avaliar e recomendar a melhor solução para cada caso.

O urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes está à disposição para tirar dúvidas e orientá-lo diante deste e demais problemas. Acesse o site e agende sua consulta agora mesmo: http://marcofortes.med.br/.

Conte com um profissional capacitado e experiente para te auxiliar!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui