SaúdeOxford: Anvisa libera participação de mais 5.000 brasileiros em...

Oxford: Anvisa libera participação de mais 5.000 brasileiros em testes

-

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira, 15, o recrutamento de mais 5.000 voluntários para os testes da vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com o laboratório Astrazeneca.

A informação foi confirmada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) nesta manhã. O recrutamento de voluntários e a aplicação do imunizante irão ocorrer em em Natal (RN), Porto Alegre e Santa Maria (RS). Não haverá divisão exata de quantos participantes serão selecionados em cada localidade, a ideia é preencher vagas até que a totalidade chegue a 5.000 pessoas.  A coordenação dos ensaios clínicos de fase 3 segue a cargo da Unifesp.

Poderão participar dos testes adultos acima de 18 anos, que sejam profissionais da saúde atuantes diretamente no combate à Covid-19, além de trabalhadores expostos altamente ao risco de contaminação do vírus, como prestadores de serviços em unidades de saúde. Nesta nova leva foram incluídos voluntários com idade superior aos 60 anos. Deste modo é possível entender a ação do fármaco sobre esta faixa etária — uma das mais atingidas com gravidade pela infecção causada pelo novo coronavírus.

LEIA TAMBÉM: Coronavírus: como estão as pesquisas em busca de um remédio específico

Atualmente, já participam do estudo outros 5.000 voluntários em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. Não há qualquer registro de participantes que sofreram efeitos adversos graves após o contato com o medicamento. Com a nova leva, o Brasil terá 10.000 pessoas nos ensaios clínicos.

Pausa e retorno

Há uma semana, a Astrazeneca anunciou a pausa dos testes globalmente após uma das voluntárias do estudo apresentar uma complicação neurológica grave. Um comitê para avaliar a relação do adoecimento com a ação do fármaco foi montado e, diante da avaliação científica, as entidades envolvidas anunciaram no sábado, 19, o retorno dos testes no Reino Unido assim como no Brasil.

Os Estados Unidos, país também participante do estudo, ainda não retomou as atividades por ainda necessitar da liberação do orgão de controle de alimentos e medicamentos norte-americano, o FDA. Em resposta a VEJA, a farmacêutica Astrazeneca afirmou que segue em contato com a agência reguladora para organizar o restabelecimento dos testes. “Continuaremos a trabalhar com autoridades de saúde em todo o mundo, incluindo o FDA nos Estados Unidos, e seremos orientados sobre quando outros testes clínicos podem ser retomados para fornecer a vacina de forma ampla, equitativa e sem lucro durante esta pandemia”, diz a nota.

Continua após a publicidade

Noticias Recentes

Preparo versátil e simples, o tofu empanado frito é o prato ideal para você

Dentre os pratos especiais para certas ocasiões, as porções tendem a ser as favoritas de muitos, não é mesmo?...

Receitas veganas fáceis almoço: Flavio Giusti apresenta as melhores e mais saborosas opções

Você sabia que ser vegano não é uma tarefa tão difícil como afirmam por aí? Pois é, e nós...

Fios de sustentação: tecnologia famosa de harmonização facial capaz de rejuvenescer sua pele

Para o Dr. Daniel Dias Machado — biomédico esteta como especialização e graduado na tríade da saúde: psicologia, enfermagem...

Como a assertividade no ambiente de trabalho pode ser útil ao profissional?

Você já sentiu dificuldade em expressar sua opinião ou dizer não no ambiente de trabalho? Na percepção de Mailon...

Incerteza da economia brasileira aumenta em maio, aponta FGV/Ibre

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre),...

Fiocruz: Covid-19 representa 59,6% dos casos de síndrome respiratória grave no país

A nova edição do Boletim InfoGripe, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta quarta-feira (1º), aponta para o crescimento...

Leitura obrigatória

Ministério da Saúde vai comprar doses da vacina chinesa

O Ministério da Saúde vai colocar recursos para comprar...

Covas libera retorno de aulas no ensino superior

Nesta quinta-feira, 17, o prefeito da cidade de São...

você também pode gostar Relacionados
Recomendado para você