Congresso vai discutir rol de planos de saúde na volta do recesso, em agosto

Gabriel Bofinit Araújo
Gabriel Bofinit Araújo
2 Min Read

O recesso parlamentar que começou nesta semana vai até o dia 31 de julho, mas os parlamentares devem começar a voltar para Brasília somente no dia 1º de agosto. A primeira semana de trabalho vai ser intensa. Os congressistas pretendem analisar medidas provisórias perto do prazo de validade, textos com a tramitação de urgência aprovada antes do recesso, o rol taxativo da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) sobre coberturas dos planos de saúde e os vetos do presidente Jair Bolsonaro (PL) a dois projetos de lei, o que trata da exploração de ferrovias e o que prevê a criminalização de notícias falsas. O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), já marcou a próxima reunião de líderes partidárias, que será de forma remota no dia 2 de agosto.

A primeira sessão, para analisar as medidas provisórias perto de vencer, também está marcada. Será no dia 3 de agosto. Entre os dias 9 e 11 de agosto os senadores vão analisar as matérias com prioridades definidas por eles. Devido ao ano eleitoral, muitos parlamentares devem priorizar suas bases eleitorais para fazer campanha. O trabalho desses políticos nas ruas vai esvaziar o Congresso Nacional até o final das disputas, em Outubro.

Share This Article
Leave a comment